(Bloomberg) — O que pode dar errado para os investidores no ano que vem, após a pandemia de coronavírus?

Muito, a julgar pela lista do Standard Chartered de potenciais surpresas para os mercados financeiros em 2021.

Democratas conquistando maioria no Senado americano, uma trégua na relação EUA-China levando à valorização da moeda chinesa para 6 yuans por dólar ou o barril de petróleo desabando para US$ 20 por conta de uma ruptura da Opep. Estes estão entre os oito eventos “improváveis” que podem afetar os mercados, explicou o chefe global de pesquisa do banco, Eric Robertsen, no relatório anual de surpresas para os mercados financeiros.

A possibilidade de pandemia não entrou em muitas listas de risco no ano passado, mas os mercados globais em grande parte se recuperaram do choque, ajudados por medidas fiscais e monetárias de emergência. Os investidores chegaram a alguns pontos de consenso sobre uma recuperação do crescimento e da inflação no ano que vem, o que deixou as curvas de juros mais inclinadas, valorizou os títulos corporativos e derrubou o dólar.

Neste contexto, o maior golpe seria um revés na distribuição das vacinas, acredita Robertsen.

Quanto aos eventos de “probabilidade diferente de zero” do ano passado, Robertsen acertou em cheio quando apontou para o corte na taxa básica de juros nos EUA e para o ouro atingindo US$ 2.000 a onça devido à prorrogação das compras de ativos pelos bancos centrais. Ele também esteve perto de acertar sobre um ganho de 20% no S&P 500.

Este é o mais recente mapeamento dele de riscos insuficientemente contemplados para o próximo ano:

  1. Democratas conquistam assentos da Geórgia e compõem maioria no Senado dos EUA
  • Os democratas iniciam agenda legislativa para aumentar impostos e implementar mudanças regulatórias que visam o setor de tecnologia
  • IMPACTO: Ações de tecnologia despencam e os rendimentos dos títulos do Tesouro dos EUA aumentam devido a temores relacionados à oferta
  1. EUA e China chegam a um entendimento
  • A China concorda em permitir a valorização da moeda local, na tentativa de elevar o poder de compra de suas empresas e consumidores
  • IMPACTO: Taxa de câmbio chega a 6,00 yuans por dólar
  1. Estímulo monetário e fiscal impulsiona a mais forte recuperação em um século
  • Na ânsia de capturar ganhos em ativos reais, investidores transferem quantidades crescentes de capital para mercados como o de cobre
  • IMPACTO: Cobre sobe 50%
  1. Rompimento da Opep
  • Para sanar suas finanças, governos abandonam as cotas de oferta e a cooperação entre membros da Organização dos Países Exportadores de Petróleo acaba
  • IMPACTO: Barril de petróleo cai para US$ 20
  1. Morre a esperança de estímulo fiscal na Europa
  • A capacidade do Banco Central Europeu de dar suporte à recuperação está em xeque em vista da taxa básica de juros zerada e do balanço patrimonial se aproximando de 100% do PIB
  • IMPACTO: Moeda única se desvaloriza para 1,06 dólar por euro no meio do ano.
  1. Secretária do Tesouro dos EUA abandona a política de dólar forte
  • Quando o Congresso não coopera para a liberação de um pacote fiscal, Janet Yellen, escolhida para liderar o Departamento do Tesouro, mexe no tabuleiro para depreciar o dólar, a fim de flexibilizar as condições financeiras
  • IMPACTO: Dólar cai 15%
  1. Calotes nos mercados emergentes e rebaixamento das notas de risco soberano
  • A inadimplência nas dívidas corporativas começa lentamente, mas logo atinge organizações estatais, o que provoca rebaixamento das classificações de risco de crédito soberano
  • IMPACTO: Bolsas de mercados emergentes caem 30% no segundo trimestre e têm seu pior ano desde 2013
  1. Joe Biden renuncia à presidência dos EUA
  • Frustrado por não conseguir fazer a ponte entre republicanos e democratas e pressionado por protestos e agitação social crescentes, Biden renuncia em favor da vice-presidente, Kamala Harris
  • IMPACTO: Correção acentuada nas bolsas dos EUA, ampliação dos spreads de crédito, aceleração da queda do dólar

Quer receber aluguel sem ter imóvel? Thomaz Merluzzi, estrategista de Fundos Imobiliários da XP, oferece treinamento gratuito para quem busca uma fonte de renda passiva – inscreva-se já!

The post 8 riscos para os mercados financeiros em 2021, segundo o Standard Chartered appeared first on InfoMoney.