Boa Vista

As ações da Boa Vista (BOAS3) estrearam na B3 na sessão desta quarta-feira (30) com disparada. Os ativos fecharam com ganhos de 18,93%, a R$ 14,51; na máxima do dia, os ativos saltaram 20,33%, a R$ 14,68. O volume financeiro negociado foi de R$ 508 milhões.

A oferta inicial de ações (IPO) da empresa foi precificada com a ação a R$ 12,20 nesta semana e captação de R$ 2,17 bilhões.

A Boa Vista é uma empresa de informações de crédito, além de administradora de banco de dados e transações entre empresas, fundada em 2010 pela Associação Comercial de São Paulo (ACSP).

No mesmo ano, a Associação Comercial do Paraná, o Clube de Diretores Lojistas do Rio de Janeiro e a Câmara de Dirigentes Lojistas de Porto Alegre compraram uma fatia equivalente a 6,9% no capital social da empresa.

No final de outubro daquele ano, o TMG Capital, fundo de private equity, comprou participação equivalente a 25% que foi elevada para 30% posteriormente, assumindo a liderança e gestão. Em 2017, um sistema para minimizar custos e compartilhar dados com parceiros estratégicos, foi implantado.

Além da Boa Vista, o mercado é explorado no país pela líder do setor, Serasa Experian, e pela Quod, cujos sócios são os cinco maiores bancos brasileiros.

O processo de abertura de capital ocorreu depois da entrada em vigor da reforma do cadastro positivo no Brasil. Através dele, todas as pessoas farão parte de um sistema unificado de histórico de crédito – exceto se exigirem exclusão.

A Boa Vista teve alta da receita entre 2015 a 2019, com uma taxa composta de crescimento anual (CAGR) média de 9%.

Operação Stock Pickers: série gratuita explica como você pode ingressar e construir uma carreira bem remunerada no mercado de investimentos

The post Ação da Boa Vista (BOAS3) fecha em disparada de 18,93% em pregão de estreia na B3 appeared first on InfoMoney.