(Bloomberg) – A empresa chama muito menos atenção do que a Tesla, o grupo FAANG (sigla para Facebook, Apple, Amazon, Netflix e Google) ou até do que a corretora Robinhood.

Ainda assim, a ação da Sea silenciosamente conquistou o melhor desempenho mundial entre empresas de grande capitalização, o que levantou o debate em Wall Street se a empresa de jogos, comércio eletrônico e pagamentos de Cingapura é o próximo grande colosso da Internet ou apenas mais um exemplo em uma bolha de tecnologia global que pode estourar.

Por enquanto, as apostas de ganhos dominam. O otimismo crescente de que a Sea, que ainda dá prejuízo, possa um dia se tornar tanto a Tencent quanto o Alibaba do Sudeste Asiático impulsionou as ações listadas em Nova York em mais de 880% nos últimos 18 meses, a maior valorização mundial entre empresas com valor de mercado inicial de pelo menos US$ 1 bilhão. Investidores que apostaram na queda da ação em junho estão desfazendo as posições em um ritmo sem precedentes.

Se o CEO da Sea, Forrest Li, está prestando atenção nisso, não deixa transparecer. O bilionário de 42 anos disse em entrevista por vídeo que trabalha todos os dias da semana no escritório desde abril, conduzindo sua empresa no que pode ser o ano mais crucial. A demanda por games para celular e na plataforma de compras online da Sea aumentou durante a pandemia, e a empresa busca uma licença de banco digital em Cingapura para acelerar sua entrada em serviços financeiros. Li também está de olho em possíveis aquisições em jogos, logística e comércio eletrônico.

“Não gostamos de pensar muito em nosso sucesso ou em como chegamos aqui”, disse quando questionado sobre o preço da ação da Sea. “Não importa se o ambiente é bom ou ruim. Isso não muda uma empresa ou uma pessoa.”

O fundador tem alguns investidores de peso. A Tencent ainda possui participação de cerca de 20% na Sea, e a ação era a maior aposta em maio no fundo Dynamic Power Global Growth Class, de Noah Blackstein, um dos fundos mútuos de renda variável com melhor desempenho do mundo na última década. Outros acionistas de destaque incluem a Tiger Global Management, de Chase Coleman, e a Kora Management, um hedge fund de Nova York focado em mercados emergentes, de acordo com documentos regulatórios de março.

A Sea já conquistou o título de maior empresa do Sudeste Asiático depois que seu valor de mercado aumentou para US$ 65 bilhões, superando o banco DBS e o PT Bank Central Asia pela primeira vez no início deste ano. A receita também cresceu rapidamente, com um salto de 163%, para US$ 2,2 bilhões em 2019, embora ainda seja apenas uma fração dos US$ 11 bilhões do DBS. A Sea teve prejuízo líquido de US$ 1,46 bilhão no ano passado.

Aprenda a fazer trades com potencial de ganho de R$ 50 a R$ 500 operando apenas 10 minutos por dia: inscreva-se gratuitamente na Semana dos Vencedores

The post Ação de gigante de tecnologia ofusca Tesla com alta de 880% appeared first on InfoMoney.