A sessão desta sexta-feira (11) marcou a estreia da Petz (PETZ3) na B3 com uma verdadeira disparada dos ativos. Os papéis PETZ3 fecharam com um salto de 21,82%, a R$ 16,75, com um volume negociado de R$ 939,8 milhões.

A companhia teve a ação precificada nesta semana a R$ 13,75 na abertura de capital – no meio da faixa indicativa, que variava entre R$ 12,25 e R$ 15,25. A captação foi de R$ 3,03 bilhões contando os lotes extras.

A Petz é uma das maiores redes de pet shop do Brasil e foi fundada em 2002 pelo empresário Sergio Zimerman. Hoje, a companhia opera em 13 estados e no Distrito Federal com 110 lojas.

Com os recursos de sua abertura de capital, a Petz afirmou que dará prosseguimento à rápida expansão de suas operações, com abertura de “mais lojas padrão em praças onde operamos além de novas praças, que também promovem o aumento das vendas digitais na região”.

Veja também: “Aprendi muita coisa quando quebrei”, diz fundador da Petz em podcast

A companhia ainda pretende investir em estratégia digital, focada no aprofundamento da omnicanalidade, aprimoramento da experiência do cliente e ganhos de produtividade, ampliar a oferta de produtos exclusivos sob a marca Petz, e investir na marca Seres, com expansão dos serviços prestados pelos centros veterinários.

Aprenda a fazer das opções uma fonte recorrente de ganhos, de forma responsável e partindo do zero, em um curso 100% gratuito!

The post Ações da Petz (PETZ3) fecham com disparada de 21,82% no pregão de estreia na Bolsa appeared first on InfoMoney.