I vote today stickers roll, in US elections on American flag.

Uma das últimas projeções da campanha eleitoral americana, realizada por um grupo de pesquisadores da Escola de Gestão Política da Universidade George Washington, afirma que o ex-vice-presidente Joe Biden vencerá as eleições deste ano, com 350 votos no Colégio Eleitoral. Seu adversário, o republicano Donald Trump, receberá apenas 188 votos.

A projeção foi a sétima realizada desde o início de agosto pelo modelo preditivo desenvolvido pelos pesquisadores. A fórmula, que envolve uma enorme quantidade de dados, combina informações coletadas no Twitter, pesquisas eleitorais nacionais e estaduais, além de dados de desemprego nos vários estados e os cadastros partidários dos eleitores.

Todas as projeções realizadas pelo modelo previram vitórias confortáveis de Biden, que nunca caiu abaixo de 300 votos no Colégio Eleitoral.

De acordo com a projeção do grupo da George Washington, uma das mais renomadas universidades dos Estados Unidos, Biden deve reconquistar três dos principais estados do chamado “Paredão Azul Democrata”, que a candidata Hillary Clinton perdeu em 2016: Wisconsin, Michigan e Pensilvânia.

No voto popular, o ex-vice-presidente deve ganhar com margem de oito pontos percentuais, vantagem muito maior que os 2% alcançados por Hillary Clinton em 2016 sobre Trump.

A projeção indica que Biden desfruta de uma vantagem significativa nos votos de delegados dos chamados “estados-base”, com 218 contra 126 de Trump. O modelo classifica os estados americanos em duas categorias: “estados-base” e “estados-campo-de-batalha”, também conhecidos como “estados-pêndulo”. Os 38 estados-base e a capital Washington (Distrito de Colúmbia) são controlados historicamente por um candidato.

Já os outros doze estados — Arizona, Colorado, Flórida, Geórgia, Iowa, Michigan, Carolina do Norte, Nevada, Ohio, Pensilvânia, Texas e Wisconsin — são classificados pelo modelo como “campo de batalha” ou pendulares, pois seus eleitores não têm partido definido e podem mudar a cada eleição.

Pela última projeção, Biden deve conseguir uma vantagem importante nesses estados. Espera-se que o ex-vice-presidente receba 116 votos eleitorais em oito desses estados: Arizona, Colorado, Flórida, Michigan, Carolina do Norte, Nevada, Pensilvânia e Wisconsin. Trump deve receber 44 votos de Iowa e Texas. Em Ohio e Geórgia a disputa deve ser milimétrica, mas, segundo o modelo, Trump leva os 18 votos de Ohio e Biden fica com 16 da Geórgia.

Você sabe o que é 3×1? Assista de graça a estratégia de opções que busca triplicar o capital investido em um mês

The post Biden deve vencer com 350 delegados contra 188 de Trump, projetam pesquisadores da Universidade George Washington appeared first on InfoMoney.