Canudos de plástico de varias cores diferentes sobre uma mesa preta

Provavelmente você já ouviu falar da Tesla. É a montadora líder e uma das pioneiras na produção e comercialização de carros elétricos no mundo. E ninguém tem dúvidas de que ela deve ser beneficiada e aproveitar muito bem a busca global por energias limpas, renováveis e por um transporte mais limpo.

Acontece que a indústria automotiva não é a única com um problemão para resolver. A das embalagens (e consequentemente as de consumo) também. Não seria ótimo para o mundo e para o investidor, portanto, se houvesse uma empresa que trouxesse inovação e disrupção sustentável para esse mercado também? E que tivesse capital aberto?

Segundo Luiz Fernando Missagia, da Ace Capital (conheça o fundo aqui), existe uma empresa assim, a americana Danimer, e foi sobre ela que falamos no Coffee & Stocks desta quarta-feira. Abaixo os principais trechos da conversa.

O problema do plástico

Hoje, 99% do plástico do mundo é feito de fontes não-renováveis. Metade dele é de uso único, como o saco de batata frita que você compra e depois joga fora. A maioria é pouco biodegradável e precisa ser reciclado em operações industriais complexas e que demandam muita logística. Além de tudo isso, a própria indústria não aceita muito bem qualquer plástico reciclado.

Inovação e patente

Estudo há muito tempo a indústria do plástico. Há muito se busca um polímero de alto grau de biodegradabilidade, do tipo que se dissolve até em ambientes sem oxigênio, de custo baixo.

A Danimer, empresa com sede no estado do Kentucky, nos Estados Unidos, conseguiu esse polímero, feito a partir da fermentação do óleo de canola, e obteve certificação de biodegradabilidade de grau cinco, a mais alta de todas. Isso quer dizer que o polímero deles se dissolve em 12 semanas no oceano.

O custo é apenas duas vezes maior do que os plásticos convencionais. O dobro do preço pode parecer muito, mas até hoje só haviam conseguido algo semelhante por dez vezes que o plástico convencional. Pelo menos dez companhias como a Danimer ficaram pelo caminho.

Avaliamos que esse custo pode ser absorvido pela indústria e pelo mercado consumidor, uma vez que a sociedade vem buscando esse movimento de redução de plásticos. Basta ver quantos lugares já proíbem canudos.

Contratos e evolução do negócio

A Danimer abriu capital no ano passado por meio de uma SPAC, empresas criadas para realizar aquisições e facilitar o processo de abertura de capital. De novembro até hoje as ações dela, que são negociadas na NYSE subiram do patamar dos US$ 14 para US$ 45.

Nesse meio tempo, a companhia firmou contratos com Danone, Bacardi, Mars e Pepsico. São contratos nos quais a compra dos produtos da Danimer está garantida e eles estão sendo vistos quase como uma certificação.

Deixe seu e-mail e receba a newsletter STOCK PICKERS toda semana!

Concordo que os dados pessoais fornecidos acima serão utilizados para envio de conteúdo informativo, analítico e publicitário sobre produtos, serviços e assuntos gerais, nos termos da Lei Geral de Proteção de Dados.
check_circle_outline Sua inscrição foi feita com sucesso.
error_outline Erro inesperado, tente novamente em instantes.

The post Conheça a Tesla das embalagens e plásticos appeared first on InfoMoney.