Tela de celular com Magazine Luiza

SÃO PAULO – O Conselho de Administração do Magazine Luiza (MGLU3) aprovou, em reunião na última quinta-feira (17), a proposta de desdobramento de ações da companhia na proporção de um para quatro, informou a varejista em fato relevante nesta sexta (18).

A empresa informou que o presidente do Conselho convocará assembleia geral extraordinária para decidir sobre a proposta.

Após o desdobramento, o capital social permanecerá no montante de R$ 6,070 bilhões, dividido em
6,5 bilhões de ações ordinárias, todas nominativas, escriturais e sem valor nominal.

Segundo o Magalu, a realização da operação de desdobramento tem como principal objetivo conferir melhor patamar para a cotação das ações a fim de torná-las mais acessível aos investidores.

Vale ressaltar que, apesar da queda de mais de 6% em setembro, as ações do Magalu registram a maior alta do Ibovespa em 2020, de 82,93%, com a companhia sendo considerada uma das “vencedoras na crise” com o aumento das vendas no online em meio à pandemia do coronavírus. Caso as ações se desdobrassem com base na cotação de fechamento da última quinta, o ativo MGLU3 abriria a sessão a um valor de R$ 21,77. A companhia, cabe lembrar, já havia desdobrado os seus ativos na proporção de 1 para 8 em julho do ano passado. 

A Janela de R$ 1 Trilhão: como os experts da XP identificam as ações com maior potencial de valorização da Bolsa

The post Conselho do Magazine Luiza (MGLU3) aprova proposta de desdobramento de ações na proporção de 1 para 4 appeared first on InfoMoney.