(Bloomberg) — A petrolífera brasileira Enauta (ENAT3) está aproveitando a desaceleração do setor para comprar campos em terra e na costa do país.

A empresa com sede no Rio de Janeiro tem cerca de R$ 2 bilhões disponíveis em dinheiro e contas a receber e está ansiosa para usá-lo na expansão da área plantada, disse o CEO Décio Oddone em uma entrevista na quarta-feira.

Embora a desaceleração induzida pela pandemia tenha reduzido as margens de lucro em todo o setor, Oddone vê oportunidades para empresas menores ganharem dinheiro com campos de petróleo maduros que não são mais interessantes para grandes empresas como a Petrobras.

“Estamos formulando uma estratégia, olhando para os ativos disponíveis”, disse Oddone. “O sucesso da Enauta tem sido financeiro. Sempre teve caixa em mãos.”

Nos últimos anos, a Enauta se desfez de participações em um campo de águas profundas e um projeto de gás natural, e está procurando reconstruir seu portfólio, disse Oddone. As principais petrolíferas do Mar do Norte e do Golfo do México passaram por um processo de desinvestimento semelhante ao da Petrobras décadas atrás, quando venderam campos maduros para operadoras menores com custos indiretos mais baixos. Alguns dos campos envelhecidos do Brasil ainda podem ser lucrativos para uma empresa como a Enauta, mesmo a preços atuais.

“Para uma empresa menor, esta é uma oportunidade”, disse Oddone.

Por Dentro dos Resultados
CEOs e CFOs de empresas abertas comentam os resultados do ano. Cadastre-se gratuitamente para participar:

Concordo que os dados pessoais fornecidos acima serão utilizados para envio de conteúdo informativo, analítico e publicitário sobre produtos, serviços e assuntos gerais, nos termos da Lei Geral de Proteção de Dados.
check_circle_outline Sua inscrição foi feita com sucesso.
error_outline Erro inesperado, tente novamente em instantes.

The post Enauta sai às compras após pandemia desacelerar mercado do setor de petróleo appeared first on InfoMoney.