SÃO PAULO – Apesar da vacinação ter começado no Brasil e de Joe Biden ter tomado posse nos Estados Unidos sem maiores problemas, o mercado entrou em um clima de grande aversão ao risco, com o Ibovespa registrando nova queda semanal e voltando para o nível de 117 mil pontos com temores renovados sobre a questão fiscal no país.

Para esta semana, os investidores seguem de olho ao andamento da vacinação ao mesmo tempo que São Paulo coloca em prática o endurecimento das regras de isolamento no estado. Apesar da Índia ter enviado novos lotes de vacina, o país segue em alerta para a falta de insumos e o estoque ainda baixo de vacinas para conseguir aplicar as duas doses na população.

Nesta segunda-feira (25), o investidor brasileiro fica atento ao mercado externo já que é feriado de aniversário de São Paulo e a bolsa brasileira ficará fechada. Será importante acompanhar o movimento dos ADRs em Nova York para já avaliar como pode ser a abertura da B3 no próximo pregão.

Ainda no calendário, na terça-feira (26) após o fechamento do mercado tem início a temporada de resultados do quarto trimestre e do acumulado de 2020. A Cielo (CIEL3) apresenta seus números para dar início ao período de divulgações, mas deve ser a única na semana, sendo que no dia 1 de fevereiro que mais empresas liberam seus resultados.

Enquanto isso, no exterior, as atenções se voltam para o impeachment do ex-presidente Donald Trump no Senado. O republicano já teve o processo aprovado na Câmara e pode se tornar o primeiro presidente da história dos EUA a sofrer um impeachment no Senado. Se isso acontecer, ele pode perder seus direitos políticos e não poderá se candidatar daqui quatro anos.

A presidente da Câmara dos Representantes, Nancy Pelosi, informou que irá enviar o processo para o Senado na segunda, o que marca o início da avaliação do caso. Porém, o líder da agora maioria democrata no Senado, Chuck Schumer, informou que o julgamento de Trump começará na semana do dia 8 de fevereiro.

Agenda de indicadores

Entre os indicadores, os investidores voltarão do feriado já de olho na ata da última reunião do Comitê de Política Monetária (Copom), que na semana passada manteve a taxa Selic em 2% ao ano, mas retirou de seu comunicado o chamado “forward guidance” (prescrição futura), que era um mecanismo que garantia que os juros não iriam subir.

Apesar dessa decisão, o Banco Central reforçou que isso não significa que os juros automaticamente irão subir, e analistas ainda apostam que as taxas só devem ser elevadas a partir do encontro de maio. O texto de terça deve trazer mais indicações sobre os próximos movimentos do BC.

Também na terça será divulgado o Índice de Preços ao Consumidor Amplo – 15 (IPCA-15), considerado a prévia da inflação oficial do país. Segundo a equipe de analistas do Bradesco, o dado deve “mostrar descompressão, influenciada pelo alívio em preços administrados”.

No exterior, a semana será agitada principalmente nos EUA, com diversos indicadores de atividade do fim de 2020 e início deste ano. Na quarta-feira (27) ocorre a reunião do Comitê Federal de Mercado Aberto (Fomc, na sigla em inglês), que mais uma vez deve manter os juros próximos de zero.

Apesar da decisão já prevista, o mercado segue atento para o comunicado, que pode trazer mais indicações sobre a visão dos integrantes do Federal Reserve sobre a economia americana em um momento em que cresce o debate sobre quando os juros podem começar a subir.

No dia seguinte é a vez da divulgação da primeira prévia do Produto Interno Bruto (PIB) dos EUA referente ao quarto trimestre, que será importante para entender como está o ritmo de recuperação do país enquanto enfrenta dificuldades para vacinar toda a população e regredir o número de casos de coronavírus.

A semana conta ainda com as primeiras sondagens de atividade econômica tanto nos EUA quanto na China, dados que trarão a primeira imagem de como estão as duas maiores economias do planeta neste início de ano.

Para conferir a agenda completa de indicadores, clique aqui.

Onde Investir 2021**

**Baixe de graça o ebook e participe do evento com os melhores especialistas do mercado:

Concordo que os dados pessoais fornecidos acima serão utilizados para envio de conteúdo informativo, analítico e publicitário sobre produtos, serviços e assuntos gerais, nos termos da Lei Geral de Proteção de Dados.
check_circle_outline Sua inscrição foi feita com sucesso.
error_outline Erro inesperado, tente novamente em instantes.

The post Feriado, ata do Copom, Fomc e prévia da inflação: o que acompanhar nesta semana appeared first on InfoMoney.