Investment stock market Entrepreneur Business Man discussing and analysis graph stock market trading,stock chart concept

SÃO PAULO – O Ibovespa Futuro abre entre perdas e ganhos nesta quinta-feira (22) com a continuidade das incertezas em torno das negociações para um pacote de estímulos nos Estados Unidos. Ontem, o porta-voz da Câmara de Representantes dos EUA, Nancy Pelosi, disse que ela e o secretário do Tesouro, Steven Mnuchin, conversaram por 48 minutos e ficaram mais perto de assinar um acordo.

No início da pandemia, os EUA gastaram US$ 3 trilhões para enfrentar os impactos econômicos da Covid-19. Nas últimas semanas, o governo Trump apresentou propostas de liberar de US$ 1,9 trilhão desta vez. No entanto, a proposta mais recente de representantes do Partido Democrata, que tem maioria no Congresso, gira em torno de US$ 2,2 trilhões.

Por aqui, na política, ainda há o desdobramento da fala de Jair Bolsonaro (sem partido) na quarta-feira no Twitter, quando o presidente desautorizou o ministro da Saúde, general Eduardo Pazuello, que anunciara um acordo para comprar vacinas que serão produzidas em São Paulo pelo Instituto Butantan em parceria com a chinesa Sinovac.

Às 09h10 (horário de Brasília), o índice futuro para dezembro tinha leve alta de 0,13%, aos 100.835 pontos.

O dólar futuro com vencimento em novembro registrava leve variação negativa de 0,04%, a R$ 5,608.

No mercado de juros futuros, o DI para janeiro de 2022 sobe dois pontos-base a 3,26%, o DI para janeiro de 2023 tem alta de dois pontos-base a 4,60%, o DI para janeiro de 2025 avança dois pontos-base a 6,40% e o DI para janeiro de 2027 registra variação positiva de dois pontos-base a 7,30%.

Também no radar, o diretor de Inteligência Nacional dos Estados Unidos, John Ratcliffe, afirmou em coletiva de imprensa que “Irã e Rússia tomaram ações específicas para influenciar a opinião pública em relação às eleições”.

Ambos os países obtiveram, separadamente, informações sobre eleitores americanos. Segundo Ratcliffe, os dados podem ser usados para tentar comunicar informações falsas aos eleitores, em uma tentativa de causar confusão e caos, prejudicando a confiança na democracia americana.

O Kremlin negou nesta quinta-feira as acusações dos Estados Unidos de que tentou interferir nas eleições presidenciais norte-americanas deste ano, classificando-as de infundadas.

Bolsonaro critica vacina chinesa

O noticiário político deve acompanhar nesta quinta-feira os movimentos do governo federais e do governo federal em torno da vacina que está sendo testada pelo laboratório chinês Sinovac no estado de São Paulo, em parceria com o instituto Butantan.

Na quarta-feira, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) desautorizou fala do ministro da Saúde, general Eduardo Pazuello, que anunciou a compra de 46 milhões de doses da vacina. No Twitter, Bolsonaro escreveu em letras maiúsculas que a vacina “NÃO SERÁ COMPRADA”.

Ele respondia a um internauta que afirmou que queria ter “um futuro, mas sem interferência da ditadura chinesa”. Outro internauta afirmou que Pazuello o traíra com o acordo, e Bolsonaro respondeu que “qualquer coisa publicada, sem comprovação, vira TRAIÇÃO”.

Na terça-feira (20), em reunião do Fórum dos Governadores, o ministro Pazuello havia anunciado que assinara um protocolo de intenções para adquirir 46 milhões de doses da vacina da Sinovac. Na ocasião, o ministro se referiu à vacina como “a vacina do Brasil”.

A fala afastou temporariamente o temor, por parte de secretários de Saúde estaduais e técnicos do Ministério da Saúde, de que o governo federal relegaria a vacina chinesa por motivos políticos.

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), é cotado como potencial candidato presidencial para as Eleições de 2022, e sua postura de combate ao coronavírus contraria tem contrariado a postura presidencial desde o início da pandemia.

Por Dentro dos Resultados
CEOs e CFOs de empresas abertas comentam os resultados do ano. Cadastre-se gratuitamente para participar:

Concordo que os dados pessoais fornecidos acima serão utilizados para envio de conteúdo informativo, analítico e publicitário sobre produtos, serviços e assuntos gerais, nos termos da Lei Geral de Proteção de Dados.
check_circle_outline Sua inscrição foi feita com sucesso.
error_outline Erro inesperado, tente novamente em instantes.

Apesar de Bolsonaro ter descartado a vacina chinesa em seus tuítes, o Ministério não rompeu o trato para compra da vacina, com valor previsto de R$ 1,9 bilhão.

Um outro ponto de discordância é sobre a obrigatoriedade da vacina. Doria afirma que a vacinação será obrigatória em São Paulo, Bolsonaro afirma que ela não será obriagtória em nível federal.

A vacina da Sinovac está na terceira e última fase de testagem. O governo federal também testa no Brasil a vacina da farmacêutica AstraZeneca em parceria com a Universidade de Oxford, no Reino Unido. Ela também está na última fase de testes, e deverá ser produzida no Brasil pela Fiocruz em Manguinhos, no Rio de Janeiro.

O governo também deve adquirir a vacina produzida pela Covax Facility (Instrumento de Acesso Global de Vacinas Covid-19), um consórcio global que vem desenvolvendo 9 vacinas diferentes, a cujos resultados o Brasil terá acesso.

Em 18 de outubro, o Ministério da Saúde informou que pagou R$ 830,9 milhões referentes à adesão à Covax Facility. Ao todo, o governo anunciou a compra de 186 milhões de vacinas até o primeiro semestre de 2021.

Após os tuítes presidenciais, Doria afirmou, na noite de quarta, que os governadores pretendem esperar até ao menos sexta (23) para tomar alguma medida sobre a decisão do presidente. Ele teria o apoio de secretários estaduais de Saúde. Doria afirmou que é possível levar a questão ao Supremo Tribunal Federal.

Votação dos vetos

O presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-RJ), afirmou que pautará todos os vetos presidenciais pendentes de análise na sessão do Congresso do dia 4 de novembro.

Entre eles, estarão os vetos à prorrogação da desoneração da folha de pagamentos e a trechos do Novo Marco Legal do Saneamento.

“A votação da sessão do Congresso prevê a votação do veto da desoneração. Pretendo colocar todos os PLNs projetos de lei do Congresso Nacional pendentes na pauta e todos os vetos”, afirmou. “Espero que a gente consiga o número adequado tanto na Câmara como no Senado para iniciar a sessão do Congresso”, disse na noite desta quarta-feira, 21, ao deixar o plenário.

Radar corporativo

A petrolífera Enauta está aproveitando a desaceleração do setor para comprar campos em terra e na costa brasileira. A JBS aprovou a captação de R$ 2 bi em debêntures para compra de gado.

A assembleia da Eletrobras aprovou o aumento de capital da Eletronuclear em R$1,88 bilhão na quarta. O Credit Suisse iniciou nesta quinta cobertura da Vitru, com avaliação neutra (ganhos em linha com a média do mercado).

A Polícia Federal investiga um suposto esquema de fraude na Infraero envolvendo a licitação de áreas comerciais em Congonhas e Santos Dumont. Os alvos são agentes públicos ligados à Infraero e empresários. As fraudes podem ter chegado a R$ 10 milhões, entre 2016 e 2018. A Oleoplan, fabricante de biodiesel, pediu na quarta registro para realizar sua oferta pública inicial de ações.

(Com Bloomberg e Agência Estado)

Série gratuita do InfoMoney explica a hora certa de entrar e sair de ativos na Bolsa: clique aqui e aprenda como vencer os tubarões do mercado com consistência e segurança

The post Ibovespa Futuro opera entre perdas e ganhos com investidores atentos a estímulos nos EUA appeared first on InfoMoney.