SÃO PAULO – Acompanhando a sessão “morna” para os principais índices mundiais, o Ibovespa Futuro registra leves ganhos na sessão desta quarta-feira (14), com os investidores atentos ao início da temporada de resultados nos Estados Unidos e em dia de vencimento de opções sobre o índice futuro no Brasil. Às 9h06 (horário de Brasília), o contrato futuro do benchmark da Bolsa com vencimento em abril tinha alta de 0,25% a 119.310 pontos.

A sessão é de ganhos para os índices futuros americanos, com alta de 0,11% para o S&P500 futuro e de 0,07% para o Dow Jones, na esteira de dados fortes de bancos do primeiro trimestre do Goldman Sachs e do JPMorgan.

O Goldman reportou nesta quarta-feira um salto expressivo no lucro do primeiro trimestre, quando o maior banco de investimento de Wall Street se beneficiou dos níveis recordes da atividade global de negociações. O desempenho também foi influenciado por uma base de comparação favorável com o ano anterior, quando o banco separou mais recursos para cobrir potenciais perdas com empréstimos corporativos devido à pandemia do coronavírus e reduziu o valor de alguns ativos. O lucro líquido aplicável aos acionistas ordinários aumentou para US$ 6,7 bilhões no trimestre encerrado em 31 de março, de US$ 1,12 bilhão no mesmo período do ano anterior. No pré-market da Bolsa de Nova York, as ações subiam mais de 1%.

Já o JP superou as estimativas dos analistas em termos de lucro e receita, ajudado por uma cifra de US$ 5,2 bilhões com a diminuição de provisões para as perdas. Contudo, no pré-market, os papéis registram leves perdas, de cerca de 0,5%.

Cabe destacar que, na véspera, o S&P500 registrou novamente novo recorde, uma vez que os investidores diminuíram as preocupações com a suspensão da distribuição da vacina contra a Covid-19 da Johnson & Johnson e a forte inflação dos EUA. A distribuição da vacina da Johnson & Johnson foi interrompida em grande parte dos Estados Unidos e da Europa enquanto se aguarda uma revisão do desenvolvimento de coágulos sanguíneos raros em seis mulheres.

Por outro lado, depois do fechamento do pregão em Wall Street na terça, o CEO da Pfizer, Albert Bourla, disse que a farmacêutica pode entregar 10% mais doses do que o esperado de vacina aos EUA até o final de maio. Além disso, a Moderna disse que sua vacina Covid-19 teve eficácia de mais de 90% na proteção contra o vírus seis meses após a segunda aplicação. Ainda nos EUA, a agenda é movimentada, com atenção para a fala de Jerome Powell, presidente do Federal Reserve, às 13h. Ele participa de evento do Clube Econômico de Washington.

Voltando ao Brasil, o dólar futuro para maio tem queda de 0,34% a R$ 5,705, enquanto o dólar comercial tem baixa menos expressiva, de 0,17%, a R$ 5,707 na compra e R$ 5,708 na venda.

Na véspera, Campos Neto disse estar vigilante com respeito ao impacto da desvalorização do câmbio sobre a inflação de curto prazo e expectativas, e que a autoridade monetária agirá se necessário, mas ressaltou que as condições atuais estão em linha com seu cenário-base.

Em entrevista em inglês à Bloomberg TV, Campos Neto afirmou que nas últimas semanas, apesar de volatilidade, a trajetória do real tem estado estável. “Para nós, o importante não é o real, trabalhamos sob um sistema de câmbio flutuante. O importante é como o real contamina o canal de inflação para a inflação de curto prazo e para elevar expectativas. Estamos vigilantes quanto a isso e agiremos se necessário”, afirmou.  Campos Neto participa hoje de evento aberto às 11h sobre Open Banking, promovido pela embaixada da Índia.

No mercado de juros futuros, o DI para janeiro de 2022 tem queda de 3 pontos-base a 4,76%, DI para janeiro de 2023 tem queda de 2 pontos-base a 6,68%, DI para janeiro de 2025 tem baixa de 2 pontos-base a 8,37% e DI para janeiro de 2027 registra também variação negativa de 2 pontos-base a 9%

Ainda no noticiário doméstico, o governo tenta resolver o problema do orçamento e da necessidade de expandir os gastos contra a Covid através de PEC. O risco é perder o controle do volume de gastos extra-teto durante a tramitação no Congresso. O Ministério da Economia segue defendendo a necessidade da PEC para ter segurança jurídica com despesas extraordinárias com a pandemia, como BEm e Pronampe. Resiste, no entanto, à ideia de também criar exceções nas regras fiscais para os R$ 18 bilhões em ações que pudessem genericamente mitigar efeitos da crise, o que poderia ajudar a acomodar o aperto no Orçamento, mas abriria espaço para gastos com infraestrutura, destaca a equipe de análise da XP.

Vale destacar que, na véspera,  o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, fez a leitura do requerimento de criação da CPI da Pandemia, ampliando o escopo da investigação para os recursos repassados pelo governo federal aos estados e municípios. Conforme aponta a XP, esta é uma vitória de Bolsonaro que abre espaço aos apoiadores do governo para diluir o foco da comissão e aliviar a vida do presidente.

Atenção ainda para o Supremo Tribunal Federal: o STF estará em destaque, com o julgamento sobre a liminar do ministro Luís Roberto Barroso sobre abertura de CPI da covid no Senado. Também está prevista na pauta do Supremo votar a decisão do ministro Edson Fachin de anular as condenações impostas ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) pela Lava-Jato em Curitiba.

Índices na China avançam com techs

Na Ásia, atenção para a alta de 1,42% do Hang Seng, com uma forte valorização das ações do setor de tecnologia. Shangai também teve alta, de 0,6%.

As ações de empresas chinesas de tecnologia listadas em Hong Kong subiram depois que 12 companhias, incluindo Baidu, JD.com e Meituan, conforme os investidores comemoraram a promessa de empresas de plataforma de internet de evitar comportamentos anticompetitivos após a gigante do e-commerce Alibaba ter sido multada em US$ 2,75 bilhões na semana passada por essas práticas. As ações da Baidu em Hong Kong subiram 3,21%, enquanto a JD.com registrou valorização de 2,55% e a Meituan teve alta de 3,62%.

Na Europa, a sessão é de leve ganhos, também de olho na temporada de balanços. O grupo francês de bens de luxo LVMH registrou forte recuperação nos lucros do primeiro trimestre, impulsionado pela demanda chinesa e americana por bolsas Louis Vuitton e produtos Dior.

A gigante alemã de software SAP aumentou ligeiramente sua previsão de receita para 2021 na terça-feira, depois que os lucros do primeiro trimestre mostraram um progresso robusto nas vendas.

Por outro lado, entre os indicadores, a produção industrial da zona do euro teve queda 1% em fevereiro ante janeiro em meio a restrições motivadas pela pandemia de covid-19, segundo dados publicados pela agência oficial de estatísticas da União Europeia, a Eurostat. O resultado ficou abaixo da expectativa de analistas consultados pelo The Wall Street Journal, que previam queda de 0,5% na produção. Na comparação anual, a produção industrial do bloco teve contração de 1,6% em fevereiro. Neste caso, a projeção do mercado era de recuo de 0,9%.

Já o vice-presidente do Banco Central Europeu (BCE), Luis de Guindos, disse nesta quarta que os riscos de se retirar os atuais estímulos monetários de forma prematura são maiores do que os de mantê-los em vigor. Desde o ano passado, o BCE tomou uma série de agressivas iniciativas para proteger a economia da zona do euro dos efeitos da pandemia de covid-19, incluindo cortes de juros e compras de ativos. Guindos, que discursou ao Parlamento Europeu para apresentar o relatório anual do BCE referente a 2020, reiterou também que a instituição está pronta para ajustar todos os seus instrumentos de política monetária, conforme for apropriado.

Coronavírus no Brasil e impasse sobre o Orçamento

O Brasil registrou na terça-feira 3.808 novos óbitos em decorrência da Covid-19, o que eleva o total de vítimas fatais da doença no país a 358.425, informou o Ministério da Saúde. Também foram contabilizados 82.186 novos casos de coronavírus, com o total de infecções no país avançando para 13.599.994, acrescentou a pasta.

As cifras diárias reportadas pelo ministério voltam a subir após dois dias em níveis abaixo da média, já que costumam recuar aos domingos e segundas-feiras em função do represamento de testes aos finais de semana.

O Brasil é o país com o segundo maior número de óbitos por Covid-19, atrás somente dos Estados Unidos, mas atualmente lidera o mundo no número médio diário de novas mortes, sendo responsável por uma em cada quatro vítimas da doença no globo a cada dia, segundo levantamento da Reuters.

Em destaque no noticiário dos jornais, não houve avanços de como o governo resolverá a aprovação do Orçamento. O jornal O Estado de S. Paulo destaca que o governo não abandonou a ideia de editar uma PEC para livrar algumas despesas do teto de gastos, mas que irá rever os R$ 18 bilhões previstos em obras no texto original. Contudo, o Valor Econômico aponta, citando um interlocutor do governo, que a PEC “já morreu” e que a probabilidade maior é que Bolsonaro promova alguns vetos parciais nas emendas parlamentares e envie projetos de lei corrigindo as despesas.

Essa última solução ainda parece ter força entre os setores do Executivo mais próximos do Planalto. No entanto, o Ministério da Economia segue produzindo notas técnicas que alertam Bolsonaro sobre possíveis crimes fiscais, caso ele não vete as emendas parlamentares.

Julgamentos no STF

O Plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) julga nesta quarta liminar do ministro Luís Roberto Barroso sobre abertura de CPI da covid no Senado.

Sobre o tema, na véspera, o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), determinou a fusão de dois pedidos de CPIs da Covid-19 para investigar tanto a gestão federal no combate à pandemia quanto o repasse de recursos federais na área da saúde aos entes federativos ao criar a comissão de inquérito, nesta terça-feira, apesar da pressão de governistas por um adiamento.

A decisão de Pacheco configura um meio termo entre o escopo inicial proposto pela Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid, de apurar apenas a gestão federal na saúde frente à pandemia de Covid-19, e o que desejavam governistas, que pretendiam ampliar seu foco e apurar também a conduta de governadores e prefeitos. Pela opção de Pacheco, a atuação da CPI fica limitada e não poderá invadir a competência das Assembleias Legislativas estaduais.

A quarta-feira também  marca o início do julgamento pelo plenário do Supremo sobre se será mantida a decisão do ministro Edson Fachin de anular as as condenações do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva pela Justiça Federal do Paraná no âmbito da Operação Lava Jato.

Caso a maioria se posicione no mesmo sentido de Fachin, também haverá a análise se isso derrubará o julgamento da Segunda Turma do STF que declarou o ex-juiz Sergio Moro parcial ao condenar Lula no caso do triplex do Guarujá. Segundo Fachin, o reconhecimento de que Moro não poderia ter julgado o petista por não ser o juiz competente derrubaria a necessidade de decidir se ele foi parcial ou não.

 

Radar corporativo

O radar corporativo é movimentado nesta quarta-feira. O Banco do Brasil comunicou a renúncia de dois dos seus vice-presidentes. Os substituídos já foram escolhidos. A instituição financeira passou por troca de comando há menos de um mês. Carlos José da Costa André deixa o cargo de vice-presidente financeiro e de Relações com Investidores a partir do dia 26 de abril. Segundo o banco, a renúncia foi causada pela aposentadoria do executivo. Já Mauro Ribeiro Neto alegou motivos pessoais ao renunciar ao cargo de vice-presidente corporativo a partir do dia 30 de abril.

A construtora Cury divulgou os dados operacionais do primeiro trimestre do ano, em que realizou o lançamento de seis empreendimentos imobiliários, sendo três em São Paulo e outros três no Rio de Janeiro. Esses empreendimentos somam um valor geral de vendas (VGV) de R$ 590,5 milhões. O VGV é o valor potencial de venda de todas as unidades de um empreendimento. Já as vendas líquidas da Cury registraram recorde para um único trimestre, atingindo R$ 590 milhões, o que representa um crescimento de 147,1% na comparação com o primeiro trimestre de 2020.

A JHSF Participações divulgou a prévia de vendas do seu segmento de incorporação. No primeiro trimestre de 2021, essas vendas chegaram a R$ 346,3 milhões, alta de 247% na comparação com os primeiros três meses do ano passado. O empreendimento que foi responsável pela maior fatia das vendas contratadas foi o Boa Vista Village, localizado em Porto Feliz (SP). As vendas somaram R$ 229,1 milhões, ou 66,2% do total.

A Gol, por sua vez, informou que precisou reduzir o número de voos diários em março para ajustar a sua oferta de assentos à demanda de passageiros, que caiu em razão ao aumento dos casos da Covid-19 no país e do início da baixa temporada. No mês de março, a companhia informou ainda que a liquidez total ficou em R$ 1,9 bilhão, uma queda de 10% em relação a fevereiro.

A Eletrobras informou que a conselheira Lucia Maria Martins Casasanta renunciou ao seu cargo no colegiado, para o qual havia sido indicada pelo governo federal –acionista controlador da elétrica– em função de “novos desafios profissionais e pessoais” que pretende assumir. Segundo comunicado da estatal, a saída de Casasanta, cujo mandato se encerraria ao final do mês de abril, ocorrerá nesta quarta-feira. Casasanta já havia atuado como diretora de Governança, Riscos e Conformidade da Eletrobras, cargo ao qual renunciou em meados do ano passado por motivos pessoais.

A Energisa divulgou na véspera o edital para a oferta pública de aquisição de ações (OPA) de emissão da Rede Energia Participações. Essa operação será feita por meio de leilão na B3 no dia 14 de maio. O objetivo é a aquisição de até 8,975 milhões de ações ordinárias da Rede Energia. O preço por ação atualizado está em R$ 8,11. Esse valor, segundo a companhia, está em linha com os R$ 8,42 divulgados anteriormente. A diferente refere-se à distribuição de dividendos pagos em 29 de março.

(com Reuters e Estadão Conteúdo)

Quer entender o que é o mercado financeiro e como ele funciona? Assista à série gratuita Carreira no Mercado Financeiro e conheça o setor da economia que paga os melhores salários de 2021.

The post Ibovespa Futuro tem leve alta na esteira de resultados de bancos dos EUA, mas política segue no radar; dólar cai appeared first on InfoMoney.