SÃO PAULO – Os preços do petróleo caem forte nesta segunda-feira (21) com os temores dos investidores sobre uma nova cepa de coronavírus de rápida disseminação que atingiu o Reino Unido. A notícia eleva as preocupações sobre uma recuperação mais lenta na demanda de combustível em meio a restrições mais rígidas na Europa.

Às 15h10 (horário de Brasília), o petróleo Brent tinha queda de 3,64%, para US$ 50,36 o barril, enquanto o WTI recuava 3,93%, a US$ 47,17. Mais cedo ambos os tipos chegaram a cair mais de 5%, em sua pior queda desde junho depois de na sexta-feira atingirem suas máximas em pelo menos oito meses.

As quedas hoje também ocorrem depois que os preços do petróleo marcaram sete semanas consecutivas de ganhos na semana passada, com os investidores de olho no lançamento das vacinas contra a Covid-19.

“Notícias de uma nova cepa do coronavírus pesaram sobre o sentimento de risco e o petróleo. Novas restrições à mobilidade pela Europa também não estão ajudando, uma vez que a demanda europeia vai sofrer”, disse o analista do UBS, Giovanni Staunovo. “Os investidores precisam estar cientes de que o caminho rumo a uma demanda maior e preços mais elevados seguirá instável”, acrescentou.

“Um bloqueio mais duro no Reino Unido para combater uma nova cepa de coronavírus e restrições de viagens em outros países europeus levaram os fundos a desfazerem suas posições compradas”, disse Chiyoki Chen, analista-chefe da Sunward Trading, para a CNBC.

Segundo ele, a preocupação com as negociações arrastadas do Brexit também afetou o sentimento do mercado. Além disso, ele aponta para uma correção, com investidores ajustando posições antes do Natal e do período de festas, que deve reduzir a liquidez dos mercados globais nos próximos dias.

“O Brent pode cair para menos de US$ 50 o barril e o WTI pode cair para menos de US$ 45 esta semana, já que os investidores querem ajustar as posições antes do feriado de Natal”, completou Chen.

Com o progresso nos lançamentos de vacinas, os gestores aumentaram suas posições líquidas de futuros e opções de petróleo bruto dos EUA na semana até 15 de dezembro, de acordo com a U.S. Commodity Futures Trading Commission (CFTC).

“O mercado de petróleo teve uma tendência de alta no último mês, ignorando os fatores negativos, em meio a um otimismo de que o lançamento das vacinas reviveria o crescimento global, mas as expectativas otimistas dos investidores para 2021 desapareceram repentinamente devido a uma nova variante de o vírus”, disse Kazuhiko Saito, analista-chefe da corretora de commodities Fujitomi Co.

No sábado (19), o primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, afirmou que a nova variante do vírus pode ser até 70% mais transmissível, segundo análise preliminar de cientistas.

Ele também anunciou que os planos de aliviar as restrições à circulação durante o Natal, que permitiriam o encontro entre membros de mais do que um lar, estão suspensos. A transmissão acelerada de Covid, impulsionada pela nova variante, contribui para lockdowns em Londres e em outras áreas do sudeste da Inglaterra.

Johnson presidirá uma reunião de resposta de emergência ainda hoje para discutir as viagens internacionais e o fluxo de carga dentro e fora do território britânico, enquanto os casos da Covid-19 aumentaram em um número diário recorde.

Por outro lado, a equipe do Bradesco BBI aponta que, com base nas notícias das últimas horas, uma nova vacina será eficaz contra essa nova cepa de coronavírus. “Portanto, vemos essa correção nos preços do petróleo como temporária”, avaliam os analistas.

Na noite de domingo, especialistas da União Europeia chegaram à conclusão de que as vacinas atuais contra o coronavírus permanecem eficazes contra a nova variante da Covid-19 detectada no Reino Unido.

“De acordo com tudo o que sabemos até o momento e após discussões que ocorreram entre especialistas das autoridades europeias, a nova cepa não tem impacto sobre as vacinas, que permanecem igualmente eficazes”, declarou o ministro da Saúde alemão, Jens Spahn, cujo país atualmente ocupa a presidência rotativa da UE.

Gustavo Cruz, estrategista da RB Investimentos, avalia que mesmo o surgimento de uma nova cepa não sendo uma novidade, desta vez o cenário parece mais preocupante, por isso uma reação negativa mais forte do mercado em geral.

Por outro lado, ele cita as notícias de que as vacinas funcionam para essa variante do vírus. Diante disso, ele aponta que realmente existe preocupação, mas que o mercado teve sustos piores nessa pandemia e que a fala da União Europeia ajuda a tranquilizar um pouco os ânimos.

Quer migrar para uma das profissões mais bem remuneradas do país e ter a chance de trabalhar na rede da XP Inc.? Clique aqui e assista à série gratuita Carreira no Mercado Financeiro!

The post Petróleo cai mais de 4% com temores sobre nova cepa do coronavírus: ajuste ou reversão do otimismo? appeared first on InfoMoney.