(CONDADO DA FARIA LIMA) – No Coffee & Stocks desta sexta-feira (26), o convidado Rodrigo Maranhão (sócio e gestor da Kadima Asset), uma das precursoras dos fundos quantitativos no Brasil, nos explicou qual a diferença entre as 3 estratégias que estão ganhando cada vez mais fama por aqui: quantitativas, sistemáticas “factor investing” (ou modelo de fatores).

Nascido na Bahia, Rodrigo mora hoje no Rio de Janeiro, onde fica a Kadima. Dos fundos que ele é responsável na gestora, ele explicou que dois deles seguem estratégia sistemática (Kadima II e Kadima LT) e o outro é um fundo de factor investing (Kadima Long Short Plus). Esse último, inclusive, foi o que mais abordamos na conversa, por se tratar uma estratégia em ações bem diferente do convencional.

Confira a explicação no vídeo acima ou no canal do Stock Pickers no Youtube. Abaixo, os melhores momentos da entrevista:

Fundo quantitativo: Usa modelos matemáticos e algoritmos para tomada de decisão de investimentos, que já foram amplamente testados para ver se funciona.

Fundo Sistemático: também é um fundo quant (todo fundo sistemático é um fundo quant, mas nem todo fundo quant é sistemático). A sistematização é toda feita com base nesses algoritmos, mas no fundo sistemático não há nenhuma interferência humana.

O sonho seria montar um modelo, ir pra praia e só receber um SMS no final do dia dizendo quanto ganhou, mas não é assim porque o mercado muda e o modelo precisa evoluir. Nosso desafio é criar modelos com maior taxa de natalidade do que taxa de mortalidade.

Factor Investing: Primeiro, precisa entender o que são fatores. Fatores são características que mostrarão quais as ações que vão “outperformar” (ter um desempenho acima da média do mercado) e quais vão “underperformar” (abaixo da média). Existem diversos fatores que podem ser usados e que existem em diversos estudos acadêmicos. O factor investing vai montar uma carteira de ações tentando gerar exposição aos fatores que, no longo prazo, vão te dar um resultado.

Fundo Long Short da Kadima é totalmente baseado em fatores. Olhamos 4 fatores principais (Valor, Qualidade, Momentum e Low Risk) e nossa carteira costuma ter 80-100 ações. Dificilmente uma ação tem mais de 7%. Nosso robô roda todo dia, mas as mudanças não acontecem com tanta frequência porque os balanços das empresas são divulgados trimestralmente. Esse fundo nunca vai dar porrada no curto prazo porque ele não tem concentração em nenhuma ação, o foco é superar o mercado no longo prazo.

Coffee & Stocks

O Coffee & Stocks é o programa de entrevistas diárias do Stock Pickers. Transmitido de segunda a sexta pontualmente das 8h às 8h30 da manhã no Youtube (inscreva-se no canal para não perder nenhuma live). Para cada dia da semana, um tema específico:
Segunda: análise técnica ou trading
Terça: visão macro do mercado
Quarta: ações globais
Quinta: uma tese de investimentos em ações
Sexta: tema livre

The post Quantitativos, sistemáticos e “factor investing”: entenda a diferença entre eles appeared first on InfoMoney.