trader operador brooker bolsa ações mercados crash baixa down circuit breaker

Quando o treinador pede para parar o jogo, você volta mais forte ou pensa em tirar o time de campo?

No mercado de ações, essa pausa é chamada circuit breaker, um mecanismo da Bolsa de valores (B3) que funciona como um “tempo técnico” para interromper todas as negociações de compra e venda de ativos quando o preço das ações cai muito rapidamente.

O primeiro circuit breaker é acionado quando o Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, cai 10% em relação ao fechamento do pregão anterior.

Nesse primeiro “tempo”, a Bolsa fica paralisada por 30 minutos para reduzir a volatilidade dos preços e tentar conter o movimento de pânico e irracionalidade do mercado.

Caso a Bolsa reabra caindo de forma ainda mais acentuada, podem ser acionados outros circuit breakers com períodos de paralisação ainda mais longos.

Circuit breaker não é um evento comum e normalmente está relacionado a algum momento de crise ou cenário turbulento na economia, na política ou que possa impactar fortemente a sociedade, como uma pandemia, por exemplo.

Em toda a história da Bolsa brasileira, aconteceram 24 circuit breakers. Seis deles aconteceram no ano passado, entre os dias 9 e 18 de março. O contexto por trás das sucessivas quedas todos sabemos: a Covid-19 e as incertezas do cenário pandêmico.

Agora, um ano depois das “pausas” da bolsa e da declaração oficial da Organização Mundial de Saúde (OMS) de que a Covid-19 era uma pandemia, qual foi a sua estratégia de investimento nesse período?

A sequência de circuit breakers de março de 2020 foi um momento emblemático do mercado financeiro.

Mas a verdade é que, além do período citado, nós tivemos ainda outras janelas de oportunidade para você rever sua estratégia, aprender lições e planejar movimentos.

Em fevereiro de 2020, o Ibovespa estava próximo dos 114 mil pontos. No mês seguinte, chegou a cair para 63 mil pontos, rompendo a tendência de alta que vinha apresentando desde o final de 2018.

Ao longo de 2020, o índice permaneceu perto dos 80 mil pontos até junho. Então, se recuperou no segundo semestre até renovar a máxima dos 120 mil pontos em dezembro.

Perceba que até aqui não entramos no detalhe de nenhuma ação específica. Apenas traduzimos para a Bolsa o cenário da atividade, da economia e do dia a dia que todos vivenciaram na prática.

E quem ao longo desse ano parou para rever a sua estratégia de investimentos e entrou em campo mais forte depois da “pausa” que o treinador pediu, certamente está vencendo o jogo ou tendo melhores rendimentos.

É importante entender que momentos de crise sempre criam oportunidades. Quedas generalizadas refletem incertezas e medo em decorrência de acontecimentos inesperados.

Situações de pânico acentuadas pelos circuit breakers afastam a racionalidade e, normalmente, fazem o investidor deixar de considerar os bons fundamentos aprendidos sobre educação financeira e o sobe-desce natural dos produtos de renda variável. E, especialmente, a lição número 1 de comprar na baixa e vender na alta.

Quem conseguiu ver o que estava acontecendo no jogo e optou por entrar em campo, acreditou que a economia se recuperaria. Ainda que, naquele momento, fosse difícil prever quando isso aconteceria.

Como a queda havia sido generalizada, valeu a pena investir no próprio Ibovespa. Existem várias alternativas para esse tipo de investimento. Uma das mais simples e acessíveis são os ETFs, que são fundos negociados na Bolsa de valores e que replicam a performance de um determinado índice.

Para investir em um ETF, basta ter uma conta aberta em uma corretora e investir pelo home broker (plataforma da corretora em que os títulos de renda variável são negociados).

Um ano depois da sequência de circuit breakers de 2020, o Ibovespa está novamente oscilando em torno dos 114 mil pontos. Ainda há muitas dúvidas sobre o futuro, mas com certeza também há novas oportunidades.

Quando olhamos para o universo do Ibovespa, talvez as ações com potencial de ganho só não estejam mais tão evidentes quanto estavam há um ano.

Mas a lição deixada pelos sucessivos circuit breakers está bastante clara: quedas generalizadas e irracionais criam oportunidades de investimento e potencializam os ganhos.

E você? O que vai fazer na próxima vez que o juiz apitar?

Você ganhou um curso de ações 100% online e ao vivo. Durante 4 aulas, André Moraes explica como faria para lucrar na Bolsa de começasse hoje. Clique aqui para assistir!

The post Um ano de pandemia e dos sucessivos circuit breakers: o que esse período ensinou (ou deveria ter ensinado) aos investidores appeared first on InfoMoney.