A necessidade de que as empresas adotem boas práticas socioambientais não é novidade, mas 2020 marca a entrada no radar dos investidores da sigla ESG (Environmental, social and governance, na sigla em inglês). Nunca fez tanto sentido, como em um ano de pandemia, a pressão sobre as empresas para que sejam responsáveis com a sociedade e o meio ambiente.

O mercado financeiro vem dando sua colaboração ao criar produtos ESG, como fundos de investimentos em que os recursos são destinados apenas a empresas que buscam boas práticas socioambientais.

É com esta visão, de atuar como um elo entre os produtos ESG e o investidor, que a Veedha Investimentos  é o primeiro escritório a oferecer mesa exclusiva para oferecer produtos dedicados a questões ambientais, sociais e de governança com a Missão de Democratizar os Investimentos Sustentáveis no mercado.

Atuando como agente autônomo vinculado à XP Investimentos há três anos, a Veedha tem R$ 3 bilhões de patrimônio sob gestão e atua com foco na alta renda e private. “A pauta socioambiental já era do nosso interesse, sempre fomos entusiastas dos temas sociais, mas fazíamos de forma menos estruturada”, comenta Rodrigo Marcatti, CEO da Veedha.

A mesa dedicada à análise de produtos ESG será comandada por Luiz Fernando Quaglio. “Tem um movimento forte de inserção do ESG nos investimentos, liderado pela XP, e que está se espalhando. Há algum tempo várias gestoras adotaram estes critérios. O Quaglio estuda o tema há muito tempo e trouxe ideias e perspectivas para a Veedha. Ele fez o dever de casa e vamos aprofunda-la alinhando nossa cultura Institucional à seleção destes produtos”, diz Rodrigo Marcatti.

A ideia da Veedha ao criar uma mesa dedicada ao tema ESG é que haja uma curadoria dos produtos com este perfil nos mais diversos segmentos, conforme explica o CEO. “Vamos analisar e ajudar os clientes na escolha dos melhores investimentos com critérios ESG, que podem ser fundos (nacionais e internacionais) de ações, Multimercado, Renda Fixa, títulos de dívidas ou mesmo a compra de ações diretas.

Os valores e profundidade na utilização dos critérios ESG  serão os norteadores do trabalho na escolha destes produtos. Nosso foco é que os investidores estejam seguros de que estão investindo em ativos que geram impacto, trazem rentabilidade e sejam realmente comprometidos com a Sustentabilidade ”, diz.

A meta da Veedha é ter, em um ano, 100% dos clientes com pelo menos um Produto ESG na carteira. “Claro que dependemos do ritmo de lançamento de produtos para que isto avance, mas as opções não param de surgir.

Estamos num processo de transição do mercado e há um ciclo virtuoso ocorrendo com a sociedade pressionando, os gestores adotando os critérios ESG, o que reforça a necessidade de que as empresas se adequem. Isso nos traz otimismo e, ao mesmo tempo, um olhar ainda mais seletivo. Recomendar produtos é importante, mas termos as premissas de avaliação afiadas pra identificar o que é ESG e o que é fachada (greewashing) é fundamental.”.

A prática dos princípios ESG, defende Rodrigo Marcatti, não pode contudo ser “da porta para fora”. “Os escritórios e demais agentes do mercado financeiro também precisam adotar os princípios.

A própria XP tem adotado critérios importantes de transparência, inclusão e diversidade.  Também estamos acelerando nossos processos neste sentido”, comenta o CEO,  destacando que o time da Veedha é bastante diverso nas questões de gênero, contando com mulheres no Conselho e em postos-chave, incluindo uma das principais sócias, além da economista-chefe e de uma estrategista: “Esse é um elemento importante e está no nosso DNA. Para nós, ESG é inclusão, ética e responsabilidade em toda a cadeia, do atendimento ao cliente a contratação de fornecedores e assessores”.

“Já praticávamos internamente os princípios ESG e chegou a hora de levarmos isto aos clientes como orientação de montagem de portfólio. Não é filantropia, é uma nova ótica de analise de investimentos”, completa.

Disclaimer: CONTEÚDO PATROCINADO XP INVESTIMENTOS CCTVM S.A. Este material foi elaborado pela XP Investimentos CCTVM S/A (“XP Investimentos” ou “XP”) e tem caráter meramente informativo, não constitui e nem deve ser interpretado como solicitação de compra ou venda, oferta ou recomendação de qualquer ativo financeiro, investimento, sugestão de alocação ou adoção de estratégias por parte dos destinatários. Os prazos, taxas e condições aqui contidas são meramente indicativas. As informações contidas neste material foram consideradas razoáveis na data em que ele foi divulgado e foram obtidas de fontes públicas consideradas confiáveis. A XP Investimentos não dá nenhuma segurança ou garantia, seja de forma expressa ou implícita, sobre a integridade, confiabilidade ou exatidão dessas informações. Os ativos, operações, fundos e/ou instrumentos financeiros discutidos neste material podem não ser adequados para todos os investidores. Os investidores devem obter orientação financeira independente, com base em suas características pessoais, antes de tomar uma decisão de investimento. A XP Investimentos não se responsabiliza por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações divulgadas e se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste material ou seu conteúdo. Investimentos nos mercados financeiros e de capitais estão sujeitos a riscos de perda superior ao valor total do capital investido. A XP Investimentos se coloca à disposição para clientes que desejam obter informações, tirar dúvidas ou fazer reclamações por meio de seu Serviço de Atendimento ao Consumidor (SAC). O contato do SAC é o telefone 0800 77 20202. A Ouvidoria da XP Investimentos tem a missão de servir de canal de contato sempre que os clientes que não se sentirem satisfeitos com as soluções dadas pela empresa aos seus problemas. O contato pode ser realizado por meio do telefone: 0800 722 3710. Para maiores informações sobre produtos, tabelas de custos operacionais e política de cobrança, favor acessar o nosso site: www.xpi.com.br.

The post Veedha monta mesa exclusiva para produtos ESG appeared first on InfoMoney.