(Bloomberg) – A Votorantim vendeu parte de suas ações da Suzano (SUZB3), maior produtora mundial de celulose, em leilão na B3 nesta quinta-feira, segundo pessoas familiarizadas com o assunto.

O conglomerado vendeu 25 milhões de ações a R$ 64,60 cada, disseram as pessoas, pedindo para não serem identificadas pois o vendedor não foi anunciado. A transação totalizou cerca de R$ 1,6 bilhão e teve o JPMorgan como único coordenador, segundo as pessoas.

A Suzano não comenta. A Votorantim não respondeu imediatamente a pedido de comentário.

A Votorantim já havia vendido 25 milhões de ações ordinárias em dezembro, e, à época, após a transação, disse que possuía 50,2 milhões de ações, ou cerca de 3,7% do capital social total da empresa. O JPMorgan também foi o coordenador da oferta em dezembro.

As ações da Suzano chegaram a recuar até 2% nesta quinta-feira, fechando em queda de 0,71%, a R$ 65,43.

Onde Investir 2021
Baixe de graça o ebook e participe do evento com os melhores especialistas do mercado:

Concordo que os dados pessoais fornecidos acima serão utilizados para envio de conteúdo informativo, analítico e publicitário sobre produtos, serviços e assuntos gerais, nos termos da Lei Geral de Proteção de Dados.
check_circle_outline Sua inscrição foi feita com sucesso.
error_outline Erro inesperado, tente novamente em instantes.

The post Votorantim vende R$ 1,6 bilhão em ações da Suzano em leilão appeared first on InfoMoney.